Histórias
Porto Alegre cria grupo de trabalho do Turismo LGBT 04/08/2015
Porto Alegre cria grupo de trabalho do Turismo LGBT

A Secretaria Municipal de Turismo (SMTUR) realiza hoje(03/08), às 14h, em seu auditório, a primeira reunião do grupo de trabalho que passa a acompanhar o desenvolvimento do programa de Turismo LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais) da capital gaúcha. Formado por representantes de movimentos sociais, entidades e instituições como Abrasel, Sebrae, OAB/RS e Infraero, o grupo irá colaborar com a equipe técnica da SMTUR na identificação das potencialidades da capital gaúcha em receber turistas LGBT, no mapeamento dos lugares, serviços e eventos identificados com este público e também das melhores práticas já utilizadas para a valorização da diversidade.

O trabalho de estruturação deste novo segmento do turismo em Porto Alegre foi iniciado há cerca de três meses pela SMTUR com o objetivo de tornar a capital gaúcha referência entre os destinos turísticos gay friendly do Brasil. Neste período houve a articulação com entidades e empresas do trade, grupos e organizações que atuam na defesa dos direitos da comunidade LGBT e da diversidade, com a participação da área da Livre Orientação Sexual da Secretaria Municipal de Direitos Humanos. A proposta de criação do grupo de trabalho ocorreu durante seminário realizado no início de julho em parceria com a Associação Brasileira de Turismo para Gays, Lésbicas e Simpatizantes (Abrat GLS), que reuniu cerca de 40 entidades e integrantes do trade turístico, como agências de viagens, operadoras, meios de hospedagem e organizadores de eventos.

O segmento LGBT reúne dados expressivos no turismo mundial e, por isso, é disputado por vários destinos. Segundos dados da ABRAT, esta comunidade representa 6% da população mundial e já responde por 15% do faturamento anual do setor estimado em US$ 133 bilhões, o equivalente a R$ 418,9 bilhões. No Brasil são cerca de 12 milhões de consumidores que movimentam R$ 150 bilhões. Entre as características que definem o perfil do turista LGBT se destacam o maior poder aquisitivo, a permanência por mais tempo nos destinos, gasto médio 30% acima do turista de lazer comum.

Fonte: http://www.mercadoeeventos.com.br
Confira a galeria de fotos!
Comente, compartilhe!